Nova Cidadania
Liberdade e Responsabilidade Pessoal
Patrocinios
SEGUE-NOS EM:

Image


A Revolução Húngara de 1956

Revisitar o levantamento de Budapeste é para nós não apenas uma homenagem aos que caíram pela liberdade e pela independência da pátria húngara mas também uma afirmação de uma solidariedade com o povo húngaro.

O Instituto de Estudos Políticos aceitou o convite da Embaixada da Hungria para, conjuntamente, comemorar a revolução húngara de 1956. Revisitar o levantamento de Budapeste é para nós, não apenas uma homenagem aos que caíram pela liberdade e pela independência da pátria húngara e uma afirmação de uma solidariedade com o povo húngaro, a que nos unem laços históricos indestrutíveis, mas também uma reafirmação da importância da liberdade e da democracia no mundo de hoje, quando de vários lados surgem ameaças que as põem em causa. A evocação dos acontecimentos dramáticos do outono desse ano, e a análise histórica do seu impacto no mundo soviético e no mundo livre, ajudam-nos por certo a compreender melhor o longo curso para a liberdade e a democracia da Europa.

Os acontecimentos de 1956 na Hungria, que se sucederam aos da Polónia no mesmo ano, que foram preambulo dos acontecimentos de Praga em 1968, traduzem bem o drama vivido pela Europa com as duas guerras mundiais e com a guerra fria ao longo do século XX, e recordam-nos a importância do processo de construção da unidade europeia, e da paz duradoura que tem proporcionado aos povos da Europa.

 

O acesso aos artigos é limitado aos assinantes da revista Nova Cidadania. Se ainda não assinou a revista, pode fazê-lo aqui.

Se já for assinante da revista Nova Cidadania e ainda não tiver login, contacte-nos p.f. através do endereço info@novacidadania.pt.

É necessário efectuar a sua autenticação para aceder a este artigo.

Se já tinha efectuado a autenticação, a duração da sua sessão terá terminado.

Volte à Página Principal e repita a autenticação.

Obrigado

© 2017 Nova Cidadania
Powered by Angulo Sólido.