Nova Cidadania
Liberdade e Responsabilidade Pessoal
Patrocinios
SEGUE-NOS EM:

Image


O Enfraquecimento do Ocidente?

Quero colocar a questão: o que nos aconselharia Churchill nos dias de hoje?

Aqui no Estoril, a memória de Winston Churchill mantém-se sempre luminosa, em grande parte graças ao meu amigo e companheiro de guerra, João Carlos Espada. Espero que o Professor Espada não se importe, portanto, que eu contemple o nosso tema através de um prisma churchiliano. Quero colocar a questão: o que nos aconselharia Churchill nos dias de hoje? Apesar de nunca ter es- tudado na universidade, muito menos ter escrito alguma obra de pensamento político, Churchill tinha ideias bem definidas acerca dos princípios que o Ocidente deveria defender. O seu biógrafo, o recém-falecido Sir Martin Gilbert, destilou estas ideias numa série de palestras na British Academy em 1980, mais tarde publicada como Churchill’s Political Philosophy (“A Filosofia Política de Churchill”). Gilbert sumarizou esta filosofia “extremamente simples” da seguinte forma: “Baseava-se na preservação e protecção da liberdade individual e de um modo de vida decente, se necessário com o apoio e poder do Estado; na protecção do indivíduo contra a utilização indevida do poder do Estado; na procura do compromisso político e do caminho intermédio, por forma a tanto manter como melhorar o quadro da democracia Parlamentar; na protecção de pequenos Estados contra a agressão dos Estados mais poderosos; e na ligação entre todos os Estados democráticos para se protegerem da maldição e calamidade da guerra.”

Prometo examinar em que medida está o Ocidente a cumprir bem estes princípios churchilianos. Primeiro, estamos a fazer o suficiente para proteger a liberdade e a prosperidade individuais, não apenas nos nossos países, mas pelo mundo fora? Segundo, quão bem estamos a preservar a democracia parlamentar contra os seus inimigos, dentro e fora de casa? Terceiro, é com vigor que defendemos pequenos estados e minorias sem estado contra a agressão da tirania e da ideologia? Quarto, estamos a manter as nossas organizações internacionais, especialmente a aliança atlântica, em bom estado para que o mundo livre possa não só impedir qualquer possível ataque mas inspirar esperança nos que a perderam? Finalmente, estará o Ocidente a perder a sua determinação para fazer tudo isto? Se está, porque está isto a acontecer – e o que se poderá fazer a respeito?

 

O acesso aos artigos é limitado aos assinantes da revista Nova Cidadania. Se ainda não assinou a revista, pode fazê-lo aqui.

Se já for assinante da revista Nova Cidadania e ainda não tiver login, contacte-nos p.f. através do endereço info@novacidadania.pt.

É necessário efectuar a sua autenticação para aceder a este artigo.

Se já tinha efectuado a autenticação, a duração da sua sessão terá terminado.

Volte à Página Principal e repita a autenticação.

Obrigado

© 2017 Nova Cidadania
Powered by Angulo Sólido.